Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016

Um novo assunto: História da Arte!

Acho que as duas disciplinas escolares que mais amo são História e Arte. Como esse meu interesse deve ter algum componente genético (ou não :) ), tanto a Chloe quanto o Bibi também nasceram gostando dos dois assuntos. Apesar disso, o que não tinha me ocorrido até o momento era tentar uni-las e trabalhá-las conjuntamente, partindo da perspectiva da arte e expandindo para diferentes aspectos do período histórico abordado.
Assim, há dias vinha pesquisando e reunindo materiais: sites, livros, vídeos... Comecei pelo que já conhecia, o Timetables of history (que já indiquei aqui no blog tempos atrás) e o apaixonante Heilbrunn Timeline of Art History (o site do Metropolitam Museum of Art, de Nova York). Mas a dificuldade sobre como apresentar os conteúdos de uma forma interessante -- e não infantilóide -- continuava. Cheguei, então, graças a um desabafo no facebook, aos excelentes livros History of Art, de Élie Faure, e História da Arte de Ernst Gombrich. Bons para mim, de fato... mas ainda …

Quando começar o HS?

Tudo se torna morbidamente mais fácil quando alguém nos diz o que fazer, como fazer e quando fazer. Em termos educacionais, a lei que estabelece a idade obrigatória para o início da frequência à escola faz isso, de modo que poucos questionam a real necessidade de uma criança de quatro anos ficar um turno inteiro (ou até dois) longe da família, cercada de estranhos, "estudando". Sem mencionar todos os pormenores de carga horária, materiais, metodologias "burrocraticamente" fixados, definidos por alguma entidade etérea qualquer.
Nesse contexto, se, por um lado, as políticas educacionais do governo nos oferecem um controle minucioso e uma padronização dos ritmos da vida de nossas crianças, exigindo de nós apenas a adesão automática, por outro, o homeschooling pode parecer um salto em queda-livre e sem paraquedas, dada a grande liberdade que possibilita, não somente com respeito à idade de início dos estudos, mas também com relação aos métodos, materiais, horários etc.
M…

Visita-professora de ciências

Se quando morávamos em Porto Alegre vivíamos fechados em um apartamento e sozinhos a maior parte do tempo, agora, no interior, estamos constantemente recebendo visitas. Até recentemente, no entanto, e por simples descuido meu, não havia percebido a grande oportunidade que é para o aprendizado das crianças que recebamos em nossa casa pessoas com as mais variadas experiências de vida e de formação. Assim, em lugar de interrompermos abruptamente nossos estudos, abrimos parênteses especiais em nossa rotina para aprendermos algo novo.
Foi deste modo que, dias atrás, ao saber do desejo de uma amiga de vir estar conosco, resolvi pedir-lhe que reservasse um pouquinho do seu tempo entre nós para ministrar uma pequena aula às crianças. Tarsila está na reta final do curso de medicina e, para felicidade nossa, tem prazer em transmitir o que sabe. Por outro lado, como a disciplina de ciências não é uma prioridade (até o momento) para nós, os conhecimentos dela viriam a suprir uma lacuna em nossos e…