terça-feira, 10 de maio de 2016

Dica #3 - Leitura em voz alta

A terceira e última dica da série especial do nosso mês de aniversário não é exclusiva para as mamães. Trata-se de um livro para ser lido em voz alta, desfrutado por muitos ao mesmo tempo, naquele momento do dia em que o pai ou a mãe lêem para as crianças ou para a família inteira. Aqui em casa, adotamos essa prática ainda antes de começarmos o homeschool, reservando dois momentos do dia para essa modalidade de leitura, um pouco à tarde e um pouco à noite. Hoje, porém, com a Chloe já alfabetizada, reservo-me o período da noite para a leitura em voz alta, já que à tarde normalmente é ela quem lê para os irmãos. :)

O livro a que me refiro foi indicado por um amigo anos atrás. Ele, enquanto lia os textos de Otto Maria Carpeaux sobre literatura ocidental, deparou-se com essa indicação, expressa mais ou menos nos seguintes termos: "a maior obra de literatura infantil do século XX." O livro, bem como a autora, são mencionados entre os grandes também lá na Coleção "Tesouro da Juventude". O próprio Oscar Wilde, ao deparar-se com uma das obras da autora, disse, aturdido: "Não, uma mulher não era capaz de escrever assim. O livro escreveu-se nela." Ela, a escritora, foi agraciada com o Nobel de Literatura em 1909, e este seu trabalho a tornou mundialmente conhecida, tendo sido traduzido para dezenas de línguas e, mais tarde, sendo transformando em desenhos animados e até em filme. Refiro-me a Selma Lagerlöf, escritora sueca, e ao seu livro A maravilhosa viagem de Nils Hölgersson através da Suécia. 

Selma Lagerlöf
Nossa edição portuguesa, adquirida por míseros R$ 8,00.

Embora seja de fato um livro incrível, logo que o adquirimos não conquistamos a atenção devida por parte das crianças -- na época, Chloe devia ter uns 6 ou 7 anos e Benjamin 1 ou 2. Como sei que, muitas vezes, o insucesso entre os pequenos é questão de maturidade e não de gosto, deixei o tempo passar e, recentemente, quando o pegamos novamente, o sucesso foi instantâneo -- Chloe está com 10 e Benjamin com 5 anos, e ambos gostaram muito. Ou seja, trata-se de um livro para crianças maiores.

Nils Hölgersson nasceu de uma solicitação de professores suecos diante da carência de bom material para o ensino da geografia nacional às crianças. Selma, porém, ao atender tal solicitação, foi muito, muito além, criando uma obra que fôlego imenso, rica não apenas nas descrições do território da Suécia e de sua composição, mas também nas descrições da fauna e da flora, bem como dos costumes, da arquitetura, das lendas e da história do povo sueco. Tudo isso, no entanto, organicamente entrelaçado à história do menino Nils, um perfeito malandro que, como paga da sua peraltice, é transformado em gnomo e nesta condição percorre todo o país montado nas costas de um ganso doméstico. Assim, a aventura de Nils é sobretudo uma aventura moral, na qual o menino, por conta de suas maldades, sofre a maldição de ser reduzido em suas proporções e precisa, por meio de muitos esforços reparadores, quebrar o feitiço e finalmente voltar a ser gente.

Dias atrás, quando falei a respeito da dica de hoje, mencionei que a obra serviria como uma espécie de primeiro treino àqueles que quisessem adotar o método do prof. Rafael Falcón para oferecer uma formação clássica, baseada na literatura, às crianças, e digo isso pelos seguintes motivos:
1. Embora seja, em nosso caso, uma leitura voltada ao entretenimento, por consistir em um livro antigo, sua linguagem não é, ao menos não na edição que adotamos aqui, uma linguagem perfeitamente usual, exigindo o uso do dicionário algumas vezes;
2. Além disso, por referir-se a um contexto muito diverso do nosso, muitas noites após a leitura fomos ao google para melhor entender a trajetória adotada como percurso pelos patos selvagens;
3. Também conhecemos uma porção de animais, sobretudo aves, e árvores que não conhecíamos;
4. O melhor de tudo, porém, era acompanhar como toda a natural ousadia irresponsável (e até imoral) de Nils foi se convertendo em uma coragem do tipo mais virtuoso, tornando-o disposto até mesmo ao máximo sacrifício: o sacrifício de si em benefício dos amigos patos.

Ao longo de todas as muitas noites de leitura, dizia a mim mesma constantemente: Como seria bom se houvesse semelhante livro voltado ao Brasil! Claro, seria um trabalho hercúleo, dadas as proporções de nosso país, mas como seria incrível poder ensinar geografia nacional de semelhante modo aos nossos filhos!
Que Deus ainda nos conceda alguém com talento literário e conhecimento suficientes para vermos algo assim por aqui.

Preciso dizer mais? Recomendo sem titubeio!

Para quem não viu as dicas #1 e #2, deixo aqui e aqui os respectivos links. Para quem quiser saber mais sobre o cronograma do nosso mês de aniversário, especialmente sobre as promoções (que encerram hoje!) deixo aqui também o link.

5 comentários:

  1. Que maravilha Camila! #partiuestantevirtual ;)

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila e Gustavo, vocês conhecem o Através do Brasil do Olavo Bilac? A proposta inicial é a mesma, ele só não usa de fantasia do tipo conto de fadas, mas usa como pano de fundo a história de dois irmãos em busca do pai e, de quebra, fala de geografia, história e cultura em geral do nosso Brasil. Não sei se em termos de qualidade literária se compara ao livro que indicaste, mas é um livro precioso e esquecido de nossa literatura.
    É possível lê-lo online em um site que vocês mesmo recomendaram um tempo atrás:
    http://www.unicamp.br/iel/memoria/Ensaios/LiteraturaInfantil/00atraves.htm

    Abraço de Pelotas,
    Rafael (Patricia, Davi, Josué e Timóteo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafael!

      Não, não conhecia! Do Bilac eu conheço os "Contos Pátrios", que também são muito bons, mas são contos.

      Obrigada pela dica!

      PS: Foram vocês que estiveram em nosso encontro regional há quase 2 anos atrás? :)

      Excluir
    2. Sim! Éramos quatro, agora somos cinco :)
      Estive no GHEC também, o Gustavo deve lembrar...abraço!

      Excluir
    3. Sim, ele lembra!
      Que bom receber notícias de vocês! Parabéns pelo novo filho!
      Um grande abraço em todos!

      Excluir