sábado, 20 de fevereiro de 2016

Novos movimentos no caso Valentina Dias, junto ao STF

Compartilho aqui três posts meus, originalmente publicados no facebook, que atualizam os interessados em homeschooling no mais importante caso que tramita junto ao STF atualmente. Aos que desconhecem a questão, deixo aqui o link para o processo na íntegra.
Pessoal, más notícias. Minutos atrás, Alexandre Magno postou em sua página aqui no facebook: "Ontem, uma dúzia de estados requereram conjuntamente ao STF a declaração de inconstitucionalidade da educação domiciliar. O que eles tanto temem? Será o homeschooling algo tão ameaçador? De qualquer forma, que venham os Golias!" Urge que nos reunamos, se possível de modo presencial, em orações pela causa do homeschooling. Estou procurando maiores detalhes sobre a situação. Assim que possível publicarei tudo aqui.

Pessoal, o que aconteceu foi o seguinte: 18 estados, e também o Distrito Federal, representados pelas suas respectivas procuradorias, pediram ingresso como amicus curiae junto ao processo da garota Valentina Dias, que tramita no STF. Já no primeiro parágrafo eles deixam claro a sua posição: contrariedade total ao homeschooling.
Como acompanhamos de perto a questão aqui no Rio Grande do Sul, local de origem do processo, sabemos que as procuradorias, na maioria dos casos, são militantes, e estão muito mais interessadas na defesa da agenda de determinados grupos do que na representação de seus estados e do seu povo. Assim sendo, a iniciativa é de autoria de "lideranças" pontuais, não refletindo a opinião e os anseios das pessoas de carne e osso que se vêem no dilema de, ou cederem à pressão e enviar seus filhos para escolas que não se tornaram outra coisa além do exemplo perfeito do completo desprezo ao conhecimento, à verdade, ao respeito e à civilidade, ou ingressarem no homeschooling, resgatando uma responsabilidade que, em verdade, jamais deixou de ser sua.
Para quem quiser conferir a petição dos estados, deixo aqui o link para download do arquivo diretamente do meu dropbox.
Repito o que venho dizendo: é o momento de fazermos o máximo possível e o melhor pelo homeschooling, cada um à sua maneira, para que ganhemos mais e mais uma imagem favorável diante da opinião pública. No entanto, TODOS os cristãos, homeschoolers ou simpatizantes, sem exceção, têm o dever de interceder a Deus pela causa. É a liberdade de nossas famílias o que está em jogo e não podemos ceder um milímetro! Fé e coragem, amigos!
Uma das influências mais nocivas que existem e das quais precisamos nos afastar sem titubeio é a dos covardes. O covarde muitas vezes costuma posar de sensato, de esperto ou até de sábio, mas a verdade é que o que o move é puro egoísmo: ele avalia o desafio que tem diante de si por aquilo que pode lucrar ou perder com ele, e não pela justiça do mesmo, pelo senso de dever, por amor ao próximo ou a Deus.
Situações como a relatada anteriormente, que descortinam um horizonte desfavorável, servem para nos ajudar nessa peneira: mostram quem está nisso por realmente acreditar que, mais do que trazer benefícios à sua família, o homeschooling é um dever de amor dos pais pelos filhos em obediência a Deus; e quem está "não estando", quem está com um pé dentro e outro fora, quem, diante da menor pressão e contrariedade, entrega os pontos e acaba achando que o importante mesmo é não arranjar confusão. Com respeito a estes, recomendo com veemência: cubram os ouvidos quando eles falarem!, distanciem-se!, afastem-se!
Quem sabe que luta pelo que é certo e justo, sabe que tem Deus ao seu lado e que, portanto, não há o que temer, seja quais forem os resultados. Afinal, "se Deus é por nós, quem será contra nós?" Romanos 8: 31b


Aos que quiserem juntar-se a nós em oração, deixo aqui o link para o evento que criei.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, Camila! Acessei o blog para conseguir o seu email, a fim de que eu possa conversar com a senhora sobre o homeschooling, e me deparo com esse post. Confesso que não esperava uma militância tão organizada. Mas isso só reforça a minha escolha por escrever sobre a educação domiciliar. Preciso entregar 5 pontos do projeto de pesquisa daqui 11 dias e estou um pouco perdida. Seria possível, por um grande favor, conversarmos via skype?Qualquer dez minutos que a senhora puder falar comigo já serão de muita ajuda, e ficarei muito grata, mesmo.. Ah, e sobre o curso, irei fazer, só tenho que esperar o próximo início de mês.

    ResponderExcluir
  3. Camila, que a Declaração Universal dos Direitos Humanos e as brechas na Constituição sejam usadas, para combatermos a fabricação de analfabetos neste país.

    ResponderExcluir