Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

A hora da guinada

Como muitos de vocês já sabem, meses atrás lançamos a primeira turma do curso Homeschooling 1.0. Foi uma empreitada desafiadora, uma vez que não tínhamos em quem nos espelhar, mas, por outro lado, foi também uma experiência extremamente gratificante: ajudamos mais de 100 famílias a dar os primeiros passos, ou a consolidar ainda mais, na prática da educação domiciliar em seus lares.
Agora, passado um bom tempo, em que tivemos a chance de acompanhar a assimilação do conteúdo por algumas famílias e recebemos também um bom número de feedbacks (todos positivos), resolvemos abrir uma nova turma do curso, e é este o motivo do presentepost.
Um aviso importante, no entanto: desde quarta à noite, dia 25, até dia 02 de dezembro, as inscrições terão preço promocional. Depois do período, terão o seu valor reajustado, portanto.
Se você já fez o curso e gostou, por favor, avise os possíveis interessados do seu círculo. Se você não fez, mas quer fazer, agora é a hora da guinada! Prepare-se p…

Os pais são um perigo para os seus filhos?!

Sei que o título sugere uma piada, mas, infelizmente, não é este o caso. Autoridades do estado do Rio Grande do Sul realmente pensam e afirmam publicamente e sem o menor constrangimento um tal absurdo. Mas antes do mais, convém esclarecermos o contexto completo da questão.
Meses atrás, mais precisamente no início deste ano, o casal Moisés e Neridiana Dias entrou com recurso junto ao Superior Tribunal Federal requerendo o reconhecimento do direito de educarem sua filha mais velha, Valentina, em casa. Valentina estudava em uma escola da zona rural de modalidade multiseriada, isto é, com crianças das mais diferentes idades abordando os assuntos nos mais diferentes níveis e tudo num mesmo ambiente. Os resultados da mistura vocês podem imaginar. Pois bem, depois de uma série de tentativas de autorização para a prática da educação domiciliar negadas, primeiro, junto à Secretaria de Educação, depois, junto ao Foro da Comarca de Canela/RS, a família Dias resolveu levar o caso às últimas conseq…

Rupturas necessárias

Praticar o homeschooling tem sido apenas o começo de uma série de mudanças em minha vida e na vida de minha família. É impressionante notar, conforme o tempo avança, como o simples (simples?) fato de ter frequentado instituições de ensino por mais de duas décadas conformou a minha (a nossa?) cabeça a seguir sempre por um mesmo caminho, enxergando somente as opções de sempre e as soluções de sempre.

A primeira ruptura contra a conformação, obviamente, foi sobre a necessidade da escola e sobre a associação entre escola e conhecimento. As rupturas seguintes voltaram-se sobre os hábitos escolarizados na gestão da rotina familiar, ou seja, sobre o quanto não precisamos esperar a campainha ensurdecedora para fazermos 'x', 'y' ou 'z'; sobre o quanto as avaliações formais perdem o sentido quando somos nós os que cuidamos da educação de nossos filhos; sobre o quanto o avançar e o permanecer nos conteúdos não é imposto desde um cronograma aleatório estipulado por um terc…

História da arte

Recentemente ganhamos um livro lindo abrangendo alguns séculos da história da arte. Por conta disso resolvi fazer um post reunindo todo o material que conheço a respeito.

O primeiro livro sobre arte da Chloe foi o "Penélope vai ao Louvre", um livro voltado para crianças pequenas, em pop-up e apresentando alguns dos quadros, esculturas e objetos da Antiguidade mais famosos que estão presentes no Museu do Louvre, na França.

O segundo livro que adquirimos chama-se "História da arte para crianças", de Lenita Miranda de Figueiredo e foi comprado no site Estante Virtual pois é um livro de 1984 e não conta com novas edições. Não conheço outro material semelhante de origem brasileira: nele, "tia Lenita" (como a autora gosta de ser chamada) conta a história de dois sobrinhos que começam a despertar o interesse para a arte na casa do tio. Tia Lenita aborda desde a pré-história até as escolas contemporâneas do início do século XX.

(Atualização: Há, sim, novas edições d…

Sobre a Festa do Dia de Todos os Santos

Há quase um ano, nós e cerca de sete outras famílias vínhamos nos preparando para a festa do último dia 01 de novembro, o Dia de Todos os Santos. Digo "cerca de sete" porque depois, mais perto da data, outras famílias foram incluídas no encontro, totalizando dez famílias católicas.
A ideia para a celebração surgiu depois que visitei alguns blogs norte-americanos e vi como eles costumam viver esta data tão especial do calendário cristão. Assim, não foi difícil mobilizar famílias amigas para tentarmos fazer algo semelhante por aqui.

Inicialmente a ideia era fazermos em minha casa, pois apesar de simples e pequena, tem espaço ao ar livre de sobra para as crianças brincarem e correrem. Contudo, minha amiga Catiane ofertou sua casa, que é bem maior e com uma melhor estrutura para servir a todos. Graças a Deus eu aceitei a oferta de minha amiga, pois só de pensar em acomodar 20 adultos e mais de 30 crianças em um dia frio e chuvoso confinados dentro de minha casa me deixa ton…