Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2015

E se todos tivessem uma educação clássica?

Ainda não chegamos ao mês de abril, mês em que completamos dois anos de blog (!), mas já estamos entrando em ritmo de comemoração! Sim! E para "abrir os trabalhos" compartilhamos aqui, em primeiríssima mão, o vídeo "E se todos tivessem uma educação clássica?", traduzido e legendado por minha amiga Laura Kristoff.

Trata-se de um vídeo breve, introdutório, mas que serve bem como um primeiro contato para aqueles que não conhecem nada sobre o trivium e o quadrivium. Confiram!

Fique por dentro do meu novo curso "De volta ao lar". Clique aqui.




Agora, se você quer saber mais a respeito, deixo aqui uma porção de links extremamente úteis!
Link para o canal no youtube da Confraria de Artes Liberais. Dentro do canal estão disponíveis gratuitamente todas as palestras do Primeiro Congresso da Confraria, no qual não só o trivium é mais profundamente explicado, mas também o quadrivium.
Link para a campanha de financiamento coletivo do primeiro livro em língua portuguesa qu…

Bate-papo com o prof. Carlos Nadalim sobre o curso "De volta ao lar"

Àqueles que estão ansiosos querendo saber mais sobre o meu curso "De volta ao lar", deixo aqui o vídeo do bate-papo que eu e o prof. Carlos Nadalim tivemos a respeito. Durante a conversa contei sobre como surgiu a ideia do curso, qual é a sua proposta, uma dica prática e uma ressalva.

Confiram. ;)

Mais mãe, menos professora e um pai-professor

Dentro de poucos dias completaremos dois meses em que vivemos uma mudança radical: mudamos de residência, partimos da capital para o interior. Este é o tipo de mudança que desencadeia muitas outras. No entanto, há tempos desejo contar a vocês sobre uma outra mudança, de um outro tipo.
Quando ainda estávamos em Porto Alegre e decidimos ir embora, Gustavo e eu avaliamos bem tudo aquilo de que haveríamos de abrir mão. À época, ele vivia o melhor momento de sua carreira profissional, numa função de bastante responsabilidade e recebendo o melhor salário que até então já recebera. Por outro lado, não poucos eram os dias em que ele ficava até 14 horas fora de casa, vendo a mim e às crianças apenas ao deitar. Eu, de minha parte, estava exausta, mas sobre isso já falei em outro post. Assim, ao decidirmos partir, sabíamos que estaríamos dando -- mais um -- passo de fé: abandonaríamos a segurança de uma renda certa por um futuro misterioso e incerto, mas no qual estaríamos mais próximos. Eis o po…

Homeschooling à brasileira - A receita do fracasso [1]

Para fazer com que a educação domiciliar oferecida aos seus filhos naufrague e você acabe tendo problemas (justificados) com a justiça, siga as seguintes dicas:
1. Não estude os documentos que explicam a situação jurídica do homeschool no Brasil.
Nunca. Satisfaça-se com a explicação de sua amiga, de sua conhecida, da matéria no jornal ou do post da blogueira. 

2. Não estude.
Nunca. Não tente, antes do mais, vencer suas próprias dificuldades para então poder ajudar os seus filhos. Você já esteve na escola, afinal.

3. Ignore as objeções e dificuldades do seu cônjuge com respeito ao ensino em casa.
Passe por cima do que ele acha ser o melhor para os seus filhos, não dê satisfações, não tenha paciência e faça somente o que você quiser.

4. Não aprenda com o exemplo dos mais experientes.
Feche-se em seu mundo, não pesquise e não descubra a imensa quantidade de excelentes materiais de estudo produzidos mundo afora.

5. Satisfaça-se em trazer a sala de aula para dentro de casa.
Siga trabalhando e fazend…

O dia em que o Conselho Tutelar nos visitou

Era uma segunda-feira bonita e atípica: o sol brilhando, a brisa fresca soprando, Gustavo, que normalmente está em casa conosco durante o turno da manhã, estava na rua resolvendo alguns problemas, e eu varrendo e organizando a sala. Enquanto empilhava as cadeiras sobre a mesa, ouvi ao longe a voz de minha vizinha afirmando "não, não é aqui". Virei-me para a janela e vi, então, o carro do Conselho Tutelar estacionado quase em frente ao portão de minha casa. Naquele instante, num misto de adrenalina, medo e coragem, encostei a vassoura na parede, peguei Nathaniel nos braços e encaminhei-me para porta. Eu sabia que não havia engano e que eles bateriam em minha casa. Em segundos fiz uma oração mental pedido a Jesus que nos socorresse e quase ao mesmo tempo o "toc-toc" aconteceu. Abri a porta e deparei-me com um homem e uma mulher de aspecto simpático.
Eu e Gustavo havíamos combinado que, no dia em que isso acontecesse, eu deveria pedir um minuto e ir até o telefone para…

O difícil amar

Há duas semanas encerrei a primeira turma do curso "De volta ao lar" e, no entanto, em lugar do esperado alívio pela missão cumprida, o que fica é a saudade. Sim, de verdade. Sem afetação. Vocês não imaginam quão precioso é descobrir-se acompanhada, num certo sentido, por outras mulheres na inusitada e difícil trajetória de volta ao lar. Sejamos sinceras: hoje em dia a mulher pode (e deve; ai dela se não!) querer ser e fazer tudo, menos ficar em casa cuidando de si, do marido, dos filhos e da casa. Ela pode ser bombeira, médica, astronauta; pode ser prostituta ou virar homem (?); adotar 100 gatos e abortar todos os filhos; mas aquela que resolver fazer o que milhões e milhões de outras mulheres fizeram antes dela ao longo dos séculos, essa, ah!, ela merece toda a reprovação do mundo!

Mas nada disso é fruto do acaso. Não chegamos a este ponto acidental ou naturalmente. A continuidade histórica foi intencionalmente rompida com a revolução sexual da década de 60, e …

Oficina de Casamento - Inscrições abertas!

A partir de hoje, dia 02 de março, até sexta-feira, dia 06, você poderá fazer a sua inscrição no curso "Oficina de Casamento".
Para saber detalhes do curso (conteúdos, cronograma, valores), clique aqui.
Para assistir o testemunho de um casal que já fez a "Oficina", clique aqui.
Para inscrever-se, basta clicar numa das opções abaixo.
PAYPAL PAGSEGURO


Assim que sua inscrição estiver concluída você entrará para a primeira turma à distância do curso e nós entraremos em contato com você. ;)

Oficina de casamento: última chamada!

Amanhã, segunda-feira, dia 02 de março, abriremos as inscrições para o novo curso "Oficina de casamento".
Se você não tem a menor ideia do que estou falando, leia o post anterior. :) Se você já tem, mas está em dúvida se investe ou não neste curso, se vale ou não vale a pena, ouça o depoimento do casal Gustavo e Maíra, que fizeram a Oficina em 2012 e ainda hoje colhem os frutos dessa experiência.


Garanta a sua vaga! A partir do meio-dia de amanhã, aqui mesmo, no blog Encontrando Alegria!