sábado, 13 de dezembro de 2014

O programa é... descansar!

Faz mais de um mês que estamos em férias. Sim, esta é mais uma vantagem do ensino em casa: uma vez que você atinge os objetivos, não precisa ficar enrolando, fingindo que ensina pessoas que fingem que aprendem enquanto todos desperdiçam um tempo precioso. 

Chloe foi muito bem em português, história, latim e música. Não avançamos em literatura nem em ciências; achei melhor fazer um intervalo. Bíblia e catecismo não têm folga. Em matemática, porém, a coisa não foi tão bem quando eu esperava. Cobrimos bem as revisões da adição e da subtração, fixamos bem a multiplicação, no entanto, na hora da divisão a coisa emperrou. Tentei de um jeito, não deu. Tentei de outro, também não deu. E então percebi que mais do que a dificuldade em compreender o conteúdo, aquele esforço estava fazendo com que minha menina começasse a duvidar de sua capacidade. Sabem o que eu fiz? Parei tudo na mesma hora.

Não tenho dúvidas quanto a capacidade da Chloe, mas vi que os métodos que eu tinha à minha disposição não a estavam ajudando, de modo que forçá-la a persistir naquele tipo de exercício só aprofundaria em seu coração a falsa opinião de que ela não é boa em matemática (e esse tipo de impressão, acreditem, é mais difícil de mudar do que fazê-la compreender o mecanismo da divisão). Assim, resolvi respirar fundo, agradecer pelo quanto conquistamos, enfatizar as vitórias e descansar (é por isso que tenho postado bem mais por aqui, participado de hangouts, pesquisado, lido e preparado um novo curso ;) ).

Além disso, minha amiga Nani já me garantiu que conhece um método bem mais eficaz de ensinar matemática do que aqueles que eu vinha utilizando até aqui. Durante as férias quero tentar fazer algumas aulas com ela para compreender os mecanismos e as diferenças e, depois, tentá-lo com a Chloe. Assim que eu confirmar que a coisa dá certo mesmo, conto tudo pra vocês, prometo. :)

Agora, em se tratando das atividades para as férias, os únicos itens previstos são:

- Copiar um livro da Bíblia para o projeto Evangelho em Cadernos (Chloe está copiando a Carta de São Tiago e eu estou copiando do Livro de Provérbios, que é o meu favorito);
- Montar um quebra-cabeças da Santa Ceia em família (estamos aguardando as férias do Gustavo);
- Assistir a algum concerto;
- Visitar o Museu da PUC-RS;
- Visitar o Zoológico.

O resto é livre: livros, pinturas, recortes, desenhos, passeios, amigos, cama... E esperar o Natal, o Ano Novo
, aproveitar muuuuito sem correr para nada. :)

E vocês, homeschoolers, já estão descansando? ;)

2 comentários:

  1. Aqui em casa estamos em férias desde o início do mês!!! Quero me programar bem para o ano que vem! Amei o que você escreveu em relação a matemática com a Cloe, tens toda a razão! A Nani me passou esse método que você citou e ele é maravilhoso! Vale a pena! Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá, Camila, queria só te agradecer pela sua ajuda na minha vida , eu fiz o curso do professor Carlos e o seu tb, ambos me ajudaram muito a tomar algumas decisões sobre a educação dos meus filhos, decidi fazer o homeschool , mas tenho 4 filhos de idades diferentes( 12,7,4,9meses), estou com muita dificuldade, não sei bem o que ensinar, a não ser para a menor que já tirei da escola, a de 4 anos, o curso do professor Carlos me deu uma boa base para isso, mas os outros não tirei ainda, estou querendo me organizar primeiro, é tudo muito novo para mim, os textos que vc escreve me dão muita força.
    Obrigado! Que Deus te abençoe!

    ResponderExcluir