terça-feira, 19 de novembro de 2013

Culinária com C. S. Lewis, ou melhor, com a Sra. Castor

Se vocês acharam que eu faria um mês temático em homenagem a Nárnia e a C. S. Lewis só com aquelas atividades de sempre, apenas "maquiadas" de um jeito novo, enganaram-se. ;) Tenho tentando inovar não só na apresentação dos conteúdos, mas nos conteúdos mesmos. E dessa vez resolvi recorrer ao universo gastronômico de Nárnia.

Depois de 1h30min de descanso,
uma massa grande e leve.
Em minhas pesquisas em busca de ideias para as atividades do mês, encontrei até mesmo livros de culinária elaborados a partir das descrições de Lewis sobre as comidas de Nárnia. Um deles é o The unofficial Narnia cookbook. Claro, os livros não estão disponíveis para download, mas encontrei um post que continha uma receita bem gostosa, o gloriously sticky marmalade roll.

Nem preciso dizer o tamanho da festa que Chloe e Benjamin fizeram, né? Eles ajudaram em todo o processo, desde a mistura dos ingredientes, o sovar da massa, até o pincelar da gema sobre a massa antes de ir ao forno.
Sovadores profissionais. ;)
Na expectativa para "pintar" com a gema.
Finalmente "pintando" o rocambole. o/

A receita em questão é um tipo de rocambole feito pela queridíssima Senhora Castor. Foi também com ele que ela recepcionou Pedro, Suzana, Edmundo e Lúcia quando da primeira viagem deles a Nárnia, lá n'O leão, a feiticeira e o guarda-roupa.

Eis o trecho que narra a parte da refeição em que o rocambole aparece:

"E, depois do peixe, a Sra. Castor tirou do forno um rocambole muito fofo, ainda fumegando, e pôs no fogo a chaleira. Depois de tomarem o chá, todos inclinaram os banquinhos para trás, para se encostarem à parede, e deram um profundo suspiro de satisfação."
O meu rocambole foi modificado. Troquei a geleia de laranja por goiabada. A receita é muito fácil e o resultado é ótimo, embora o cozimento seja tão rápido que quase queimei o meu. Em comparação com o rocambole do post onde encontrei a receita, o meu ficou mais alto, mais fofo e mais bonito, vocês não acham? Penso que fui bem mais fiel ao estilo da Sra. Castor. ;)
 
Tão macio!
Goiabada derretendo.

4 comentários:

  1. Que delícia! Nham, nham!
    Parabéns pela criatividade, Camila.
    Fiquei imaginando a alegria e satisfação dos pequenos em preparar e depois degustar!

    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles ficam tão empolgados, Araceli, que quase não aguentam esperar!
      Deixar a massa descansando por 1h30min foi uma dificuldade. =D
      Mas depois de tudo, comeram como se não houvesse amanhã. ;)
      Um abraço e obrigada!

      Excluir
  2. Que trabalho ótimo! parabéns. Fiquei com uma dúvida, o Benjamin também acompanha os trabalhos sobre Nárnia? os estudos são conduzidos separadamente mas com o mesmo tema?

    ResponderExcluir
  3. Catequese,
    Em resposta à sua pergunta, farei um post específico só sobre isso, ok? ;)

    ResponderExcluir