sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Nossa vida sem TV (2)

Queridos, as últimas duas postagens têm dado um retorno que eu não imaginava. Muitas pessoas demonstraram, não só através de comentários aqui no blog, mas também de emails e mensagens no facebook, o interesse em lidar de um modo diferente com a TV em suas famílias. Pensando nisso, resolvi compartilhar com vocês o vídeo da Profa. Margarita Noyes, onde ela relata como ela e o marido, assim que casaram, decidiram não ter TV em casa. Para quem não sabe, a Profa. Margarita é a professora de inglês do Prof. Olavo de Carvalho e também é mãe de quatro filhos, todos educados em casa e hoje já adultos bem-sucedidos. 


Deixo também aqui mais uma nota a respeito de nossa experiência neste assunto: as crianças não foram completamente privadas de assistir a desenhos e filmes. Nosso procedimento tem sido o de assistir previamente ou nos informarmos antes sobre os conteúdos dos desenhos e filmes. Assim, de tempos em tempos, eles assistem alguma das duas coisas no computador. Alguns dos filmes favoritos são a trilogia de "As crônicas de Nárnia" (não recomendo às crianças muito pequenas ou muito impressionáveis por conta dos monstros e cenas de guerra; aqui, no entanto, o sucesso é total) e "A lenda dos guardiões". Já os desenhos favoritos são os desenhos bíblicos e Piggley Winks, ambos disponíveis no youtube.

4 comentários:

  1. Camila, quais desenhos biblicos eles assistem? Aqui nenhum passou no meu crivo. Adoraria indicaçoes.

    ResponderExcluir
  2. Estou sem tv em casa a 3 anos. Minha família está viva e mais culta hoje.

    ResponderExcluir
  3. Camila, sobre esse filme, A lenda dos guardiões, qual sua opinião? Vc conhece os livros que inspiraram o filme? Meu filho tem insistido para que eu compre o livro, mas não achei nenhuma referência sobre eles.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Roberta!
    Olha, aqui em casa nós lemos até o quinto volume da série (depois não havia mais na livraria, só sob encomenda, e acabei esquecendo) e gostamos muito. A autora descreve com bastante precisão a dimensão moral dos personagens, então, na nossa experiência, foi bem bacana. =)

    ResponderExcluir