Pular para o conteúdo principal

Casos recentes de um (des)caso antigo

Durante a presente semana recebi duas amostras concretas da situação educacional em nosso país. A primeira delas veio na quarta, com o depoimento da Ana Caroline, uma amiga e professora de história da rede pública de Santa Catarina. Como vocês verão abaixo, desde 1986 os alunos de lá não assistem aulas de história, mas, sim, recebem doutrinação esquerdista massiva. A segunda amostra veio ontem à noite e retrata a situação do ensino da língua portuguesa no Distrito Federal. Vejam vocês mesmos e depois me digam se a única saída para os nossos filhos não é a realmente a educação domiciliar.
"Hoje à tarde fui convidada a uma reunião de professores de escolas estaduais com o objetivo de pensar e repensar a Proposta Curricular - PC. Ao perceber o andamento da conversa, perguntei à preletora:
- Então estamos admitindo que a Proposta Curricular e a ação nas escolas está sendo pensada e planejada desde 1986 sob as idéias de Marx e Gramsci?
Ela me respondeu:
- Sim. Exatamente!
Continuei:
- Planejando uma escola esquerdista?
Ela respondeu:
- Sim. Mas isso porque foram os movimentos sociais e os movimentos de esquerda que pensaram uma escola crítica e baseada na dialética.
Perguntei mais claramente:
- Inclusive na Proposta Curricular de Santa Catarina é esquerdista?
Resposta que obtive:
- Sim!
Alguém entre os professores ouvintes falou alto e vibrante:
- Ainda bem!!!

(Depois disso o papo descambou pro lado do Paulo Freire, aí eu desisti de qualquer tipo de comentário!)

Ainda bem, meus amigos? Não foi claro o suficiente? Segue uma cópia do que a preletora expôs nos slides:

14hrs – Tema: PROPOSTA CURRICULAR DE SANTA CATARINA

Fundamentação da PC de SC:
Materialismo Histórico e Dialético:
- Histórica: em que contexto surgiu;
- Político: qual sua escolha política;
- Filosófico: a partir de que compreensão de mundo foi feita;
- Pedagógicos: como compreende o processo de aprendizagem.

Fundamentação Histórica:
Ascensão das forças de centro-esquerda – 1986
Retorno das forças de direita – 1990

Fundamentos políticos:
O pensamento de Gramsci como uma síntese do marxismo.

Fundamentos filosóficos:
Marx e Engels.
- Os homens produzem sua vida e sua história a partir da materialidade de cada tempo;
- Uma visão em oposição à que compreende a história dos homens é determinada a priori por uma idéia pré-existente;
- A produção da vida e da história feita pelo trabalho;
- A humanidade e a história são resultados do trabalho;
- A materialidade de cada tempos é resultado do trabalho acumulado no tempo pretérito."

Comentários

  1. Boa tarde, você faz um excelente trabalho.

    Talvez você já tenha lido, mas ficam duas sugestões que reforçam aquilo que você destaca:

    "A animalização da linguagem", por Olavo de Carvalho;
    "Pensar está se tornando algo obsoleto", do prof. Tomas Sowell.

    Também luto contra essa manipulação toda, ao meu modo, no meu blog Laudaamassada.

    Não verifiquei se o seu blog já está lá; caso não esteja, entre em contato com o editor do Liberesfera e peça para colocar o seu link.

    Força, e fique com Deus.
    Gutenberg J
    Laudaamassada


    ResponderExcluir
  2. Olá, Gutenberg.

    Obrigada pelo elogio e pelas indicações de artigos, ambas já conhecidas. O "Pensar está se tornando obsoleto" eu acabei de postar na página do blog lá no facebook. ;)

    Um abraço e que Deus te abençoe também!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Abertura à vida: plena confiança em Deus

Não é novidade que eu e meu marido temos quatro filhos. Mas talvez seja novidade para quem nos acompanha há pouco tempo que somos abertos à vida, isto é, que não fazemos nenhum planejamento familiar, não adotamos controle algum de natalidade, nem artificial, nem natural. Em outras palavras, não, a fábrica não fechou, para horror dos parentes, amigos, inimigos, médicos e ativistas por um mundo melhor - todos aqueles que, graças a Deus, não pagam nossas contas.

E por falar em contas, ao contrário do que se possa pensar, nossa decisão não tem absolutamente nada a ver com questões financeiras. Não, nós não somos ricos - e não somos mesmo, diferentemente daqueles que dizem isso para posar de modestos e são hipócritas, pois têm todas as garantias possíveis para viver uma vida tranquila. "Mas minha nossa, que irresponsabilidade!", muitos de vocês devem estar pensando, e, bem, este é um modo de ver as coisas, mas não o nosso.

Nós somos cristãos e acreditamos que toda a vida é fruto …

A mulher artificial e a luta pela mulher verdadeira

Dias atrás, uma aluna marcou-me em um post de uma entrevista da feminista Elisabeth Batinder. Eu não a conhecia e, apesar dos visíveis problemas em sua argumentação, fiz o esforço de ouvi-la até o fim. Antecipo que a entrevista completa renderia páginas e páginas de refutação, pois está repleta de falácias, mas circunscrevo aqui minhas objeções à tese, apresentada logo ao início e que me parece fundamental, de que não existe instinto materno.
Batinder começa afirmando seu prazer em observar os pais e mães às voltas com os seus filhos nos parquinhos europeus, e que por conta desse hábito, acabou percebendo nos rostos das mães o quanto elas parecem entediadas e alienadas naquele mundo materno. Até aí, nada de errado, afinal, quantos de nós já não vimos algo assim ou não nos sentimos assim? No entanto, após um salto argumentativo olímpico, ela conclui, com base em tal observação, que, obviamente, a maternidade não é uma coisa natural para a mulher como o é para as macacas, de modo que, re…

Dicas de planejamento de homeschooling

Muitas famílias homeschoolers já retornaram às atividades de estudos, mas há muitas que, assim como nós, por diferentes razões, espicharam um pouco mais as férias. Assim, apesar da época já um tanto adiantada, resolvi compilar aqui algumas dicas para quem quer fazer um bom planejamento de estudos para este ano mas tem encontrado alguma dificuldade ou simplesmente não tem experiência no assunto.
Antes, no entanto, de passar às dicas propriamente ditas, convém esclarecer que não abordarei aqui a questão dos materiais (qual é o melhor, qual é o pior, onde comprar, se existe para download, etc.). Nas dicas, meu foco será a família, as pessoas envolvidas no homeschool. Por desimportante que possa parecer, se a família não está funcionando bem, há grandes chances de o seu homeschool fracassar.
Todavia, quem precisar de ajuda na seleção/avaliação dos materiais, ou precisar de algum auxílio mais pontual, sugiro duas possibilidades: ou o nosso curso Homeschooling 1.0, onde oferecemos todo o pass…